07 março 2011

Depois de atropelamento, ciclistas são ameaçados na internet

Pelo que parece atropelar não basta, tem que MATAR. Isso mostra a mentalidade medíocre e atrasada de muitos...
ISSO É UM ABSURDO!!!!!
Leia a matéria do Ultimo Segundo IG
Integrantes do grupo de ciclistas “Massa Crítica”, de Porto Alegre, que tiveram seus integrantes atropelados na última sexta-feira (25), relatam ameaças anônimas desde que ocorreu o atropelamento. Eles estudam levar à polícia algumas mensagens publicadas na internet.
O blog do Massa Crítica passou a ser alvo de mensagens agressivas depois do atropelamento da última sexta-feira. Na maioria delas, as pessoas dizem que os ciclistas deveriam ter morrido.
“Ciclistas que acham que têm mais direitos que os outros só por estarem de bicicleta têm que morrer. Ameace alguém de carro, vai! Você vai morrer!”, diz uma mensagem. “Bem feito! Lugar de ciclista vagabundo que fica atrapalhando o trânsito é debaixo da terra!”, escreve outra. “Sobrou alguém vivo? Então o cara não fez o serviço direito!”, diz uma terceira.
Para Marcelo Kalil, um dos integrantes do grupo, as ofensas publicadas no blog do Massa Crítica são uma ameaça aos ciclistas. “Eu considero uma ameaça a todos os ciclistas. O meu medo é que essas pessoas possuam carteira de habilitação e saiam dirigindo por aí. Somos ameaçados diariamente”, destaca.
Ele conta que as agressões não são restritas à internet. Desde que o grupo foi atropelado por Ricardo José Neis, alguns integrantes do Massa Crítica relatam terem ouvido provocações e ameaças de motoristas. “No domingo passado, quando fizemos nossa primeira assembleia, um carro passou do lado e gritou ‘strike’”, conta Marcelo.
Os ciclistas se reúnem na noite desta quinta para discutirem eventuais ações na Justiça contra o motorista Ricardo Neis. Marcelo também levaria as cópias das mensagens postadas no blog do Massa Crítica para que o grupo discutisse se registraria as ameaças na polícia.
Nesta quinta, o ciclista Ricardo Ambus, que levou quatro pontos na cabeça e quebrou o braço esquerdo, teve de ser internado novamente no Hospital de Pronto Socorro depois de sentir tonturas. Ele permanece no HPS em estado regular.